Urucum

Urucu, ou urucum, é o fruto do urucuzeiro ou urucueiro (Bixa orellana), arvoreta da família das bixáceas, nativa na América tropical. Seus frutos são cápsulas armadas por espinhos maleáveis, que se tornam vermelhas quando ficam maduras. Então se abrem e revelam pequenas sementes dispostas em série, de trinta a cinquenta por fruto, envoltas em arilo também vermelho.

Benefícios:

Rico em carotenoides, fósforo, cálcio, ferro, vitamina B1, vitamina B3, vitamina A, vitamina C, aminoácidos, saponinas, taninos, cianidina, ácidos salicílicos e elágicos, além de fitoquímicos que auxiliam na prevenção e tratamento de doenças o urucum também é aproveitado por vários segmentos industriais.

Como usar:

A semente de urucum seca e triturada é o tempero que conhecemos como colorau. Ele deve ser adicionado sempre antes ou durante a cocção. Suave e adocicado, ressalta os sabores de carnes, frangos e pescados de todos os tipos, sopas e ensopados, mas também pode ser usado apenas para dar um tom avermelhado a uma receita.

Cuidados ao consumir:

O urucum é indicada para todas as pessoas, com restrição apenas nos casos de alergias a este tempero.

Alérgicos: pode conter traços de oleaginosas, amendoim, soja, leite, glúten.

Risco do consumo em excesso:

Não há efeitos colaterais no consumo do urucum e ainda não foram descobertos problemas no consumo em excesso do tempero.

Fonte:  Ryan Raman, WIkipedia e PubMed